Sua mãe, Clarice

De: Clarice Lispector Para: Pedro Gurgel Valente

Dois anos antes de morrer, Clarice Lispector escreve uma carta afetuosa ao filho mais velho, Pedro Gurgel Valente, sobre o bem-estar que sentia ao pintar. Aqui, reúnem-se duas facetas de Clarice: a maternidade e o fascínio pelas artes plásticas. Dentre os vinte quadros pintados pela escritora, dois fazem parte do acervo do Instituto Moreira Salles e estarão, em breve, na exposição dedicada a Clarice no ano de seu centenário.

Rio, 25 de julho de 1975

Pedro, meu querido filho, como vai? Lembre-se ainda que eu às vezes pintava quadros, e você também? Pois agora comprei tintas de acrílico, pincéis e telas – é uma libertação…

Neste dia 10 de dezembro de 2020, comemora-se o centenário de Clarice Lispector. O Instituto Moreira Salles celebra vida e obra da escritora com o lançamento do novo site de Clarice. O correio IMS participa das comemorações reproduzindo, abaixo, uma crônica do livro A descoberta do mundo (1984), em que Clarice publica uma carta escrita por Fernanda Montenegro. A atriz evoca o mundo particular, delicado e misterioso da escritora, num ano de grandes dificuldades para o teatro brasileiro, marcado pela repressão da ditadura militar.

De São Paulo recebi uma carta de Fernanda Montenegro. Telefonei-lhe pedindo licença para publicá-la. Foi dada: “Clarice, É com emoção que lhe escrevo, pois tudo o que você propõe tem…

…minha vida de constante exilado”, afirma o poeta. A terceira posição é consagrada à centenária Clarice Lispector, que, em carta ao ministro da Educação, Tarso Dutra, protesta, no ano de…

…Clarice Lispector, de 1974. Lara Resende, em carta à escritora canadense Claire Varin do dia 8 de junho de 1990, reagiu à montagem que Rosamaria Murtinho estrelava, no papel de…