Transplantados de Belo Horizonte para o Rio de Janeiro desde a década de 1940, onde se destacaram no jornalismo carioca, Paulo Mendes Campos e Otto Lara Resende mantiveram-se unidos por toda a vida. Entre 1957 e 1959, quando o segundo esteve como adido cultural do Brasil em Bruxelas, Paulo lhe escrevia cartas ou publicava crônicas, como esta, para se aproximar do amigo.

…equipes de jornalismo do Diário de Notícias, Jornal do Brasil e Última Hora. [4] Besta-Fera era o apelido de Hélio Pellegrino no grupo dos Quatro cavaleiros de um íntimo apocalipse,…

Com a proximidade do primeiro de maio, dia do aniversário de 37 anos de Otto Lara Resende, que, na ocasião, era adido cultural na Embaixada do Brasil, em Bruxelas, Hélio Pellegrino, então com 35 anos, escreve esta carta comovente e afetuosa em que reflete sobre a passagem do tempo e a maturidade.

Rio de Janeiro, 18 de abril de 1959

…responderei logo. Seu Hélio. Acervo Otto Lara Resende/IMS [1] N.S.: Hélio Pellegrino se refere ao artigo “O poema transsintático”, publicado no “Suplemento Dominical” por ocasião da I Exposição Neoconcreta realizada…

Para a festa de cem anos de Paulo Mendes Campos, recolhemos, do acervo, uma pequena amostragem de felicitações de alguns de seus amigos. Às cartas carinhosas de Otto Lara Resende, enviadas nas décadas de 1960 e 1980, se juntam os telegramas objetivos, mas não menos afetuosos, do editor José Olympio e do psicanalista, também seu amigo de longa data, Hélio Pellegrino.

…futuro. O “poder maduro” é fecundidíssimo intelectualmente, ao menos intelectualmente! Poder jovem é blá-blá-blá, já o tivemos e o sabemos, que língua a nossa! Viu o Hélio [Pellegrino]? Escrevi-lhe, via…

Casado com a atriz baiana Gessy Gesse, sua sétima mulher, o poeta Vinicius de Moraes viveu em Salvador entre 1973 e 1974. Sua moradia na praia de Itapuã, de onde escreve ao amigo Otto Lara Resende, lhe inspirou o poema “A casa”, mesmo título do livro publicado em 1975.

Salvador, Itapuã, 24 de janeiro de 1973

…Paulo) não me têm deixado em paz. Por falar em Fernando, como vai o novo cineasta? E Hélio [Pellegrino]? Grandes abraços para os dois. Fiz, com o Jorge, uma entrevista…