Vinicius de Moraes escreveu esta carta para seu único filho homem, Pedro, a quem deixa como legado “a insensatez de um coração constantemente apaixonado” – afirma o poeta nesta espécie de testamento poético-afetivo. O legado, na verdade, se revelaria mais concreto: por ter vivido em estimulante ambiente intelectual e artístico, Pedro desenvolveria seu talento para as artes visuais. Tornou-se fotógrafo e coautor, com o pai, do livro O mergulhador, de 1968, obra que reúne fotos suas e poemas de Vinicius. Outro filho que teve a sorte de receber notável carta do pai foi o pianista Nelson Freire, aqui lida em Afetuosamente, o papai. Contrasta com a dura incumbência que deu Rubem Braga ao filho, Roberto Braga, sobre providências a serem tomadas com a sua morte, aqui disponível em Não ceda aos símbolos da morte.  

Pedro, meu filho… Como eu nunca lutei para deixar-te nada além do amanhã indispensável: um quintal de terra verde onde corra, quem sabe, um córrego pensativo; e nessa terra, um…

O poeta Armando Freitas Filho e Heloisa Buarque de Hollanda, uma das principais críticas da cultura brasileira em ação, são amigos de longa data. Ele, que completa 80 anos neste 18 de fevereiro de 2020, doou recentemente seu arquivo ao Instituto Moreira Salles. Entre os documentos, fotografias e originais de poemas que, em breve estarão disponíveis para consulta, encontra-se esta carta em que “Helô” revela as saudades do amigo poeta e as novidades dos Estados Unidos, quando ministrava aulas de Literatura Brasileira na Columbia University como professora visitante.

Nova Iorque, 28 de junho de 1984 Armando querido: Não foi uma carta que recebi. Foi você inteirinho dentro do envelope. Papel de serviço público, caligrafia psicoirrepreensível, mergulhando vestido. Quase…

Publicada originalmente no Jornal do Brasil de 13 de junho de 1979, com esta carta Nelson Rodrigues reivindicava ao general Figueiredo, presidente do Brasil de 1979 a 1985, a libertação de Nelson Rodrigues Filho, preso desde março de 1972, sob acusação de pertencer ao movimento de guerrilha urbana MR-8.

…Nunca me passou pela cabeça que o destino do meu filho Nelson Rodrigues Filho pudesse depender de João Baptista. E, então, esta carta deixa de ser dirigida ao Jornal do…

Em agosto de 1822, na cidade de São Paulo, dom Pedro I, o primeiro imperador do Brasil, iniciara relacionamento extraconjugal que duraria sete anos com Domitila de Castro, futura marquesa de Santos. No começo de 1823, Domitila mudara-se de São Paulo para a corte, no Rio de Janeiro, onde vivia sob a proteção do imperador, que, nesta carta, mostra a intensidade de sua paixão.

Rio de Janeiro, 15 de dezembro de 1827

…carne é quem te chama a fazer a coisa, e não o prazer de ser com teu filho, o que é capaz a dispor-te a fazeres com outro qualquer “amor…

Amigos desde a juventude, em Belo Horizonte, Otto Lara Resende exerce, durante toda a vida, a amizade com Hélio Pellegrino dentro dos padrões que observa nesta carta. O diálogo entre eles foi diário até o fim; a compreensão, profunda, e o amor, testemunhado nesta carta.

Rio de Janeiro, 1º de junho de 1951

…exigir que seu filho o compreenda. Compreender o pai é, para o filho, apiedar-se do pai. E você já viu situação mais impiedosa, mais cruel e terrível do que um…