Advogado, político e diplomata pernambucano, popularizou-se a partir de 1878, quando começou a liderar a campanha abolicionista ao lado de Rui Barbosa e José do Patrocínio. A defesa de ideais…

Joaquim Nabuco defendia o ingresso de Artur Jaceguai, herói da Guerra do Paraguai, na Academia Brasileira de Letras. Jaceguai, no entanto, relutava em se candidatar por não se considerar um homem de letras. Em 1907, terminou por entrar para a Casa de Machado de Assis com um discurso famoso, em que não fazia referência ao antecessor, Teixeira de Melo, autor de Sombras e sonhos, de 1858, poeta da geração romântica de Casimiro de Abreu e Luís Delfino.

Londres, 8 de outubro de 1904

…amigo, muitas saudades a todos da nossa pequena roda e um afetuossíssimo abraço do todo seu Joaquim Nabuco Correspondência Machado de Assis & Joaquim Nabuco. Organização de Graça Aranha. Rio…

Gonçalves Dias conheceu Ana Amélia em 1846, no Maranhão, e, fascinado por sua beleza, por ela se apaixonou quando a reencontrou cinco anos depois. Por meio desta carta, fez o pedido de casamento à mãe da moça, Lourença Ferreira do Vale, que o recusaria por causa da origem bastarda e mestiça do pretendente à sua filha. Ao receber a negativa, breve e dura, em quatro linhas, o poeta escreveu o antológico poema Se se morre de amor”. Gonçalves Dias sofreria dessa desilusão até o fim da vida.

[São Luís, 1851]

A dona Lourença Ferreira do Vale, Estou por momentos à espera do vapor, em que hei de partir para o Ceará: por este motivo, e porque a minha demora já…

Joaquim Nabuco era aluno do Colégio Pedro II e tinha apenas 15 anos quando escreveu esta carta a Machado de Assis em resposta à saudação que o autor de Dom Casmurro lhe fizera no folhetim “Ao Acaso”, do Diário do Rio de Janeiro, em 31 de janeiro de 1865.

Rio de Janeiro, 1º de fevereiro de 1865

…as duas considerações, que por ora julguei dever fazer às linhas a meu respeito. Disponha do pouco préstimo daquele seu criado obrigado Joaquim Nabuco Correspondência Machado de Assis & Joaquim