Carta aos amigos de São Paulo

De: Castro Alves Para: Amigos de São Paulo

Apesar dos cuidados que lhe dispensaram os amigos paulistas, Castro Alves precisou viajar ao Rio de Janeiro para se tratar de uma ferida no pé causada por um tiro de espingarda durante uma caçada nos campos do bairro do Brás, em São Paulo. Na capital carioca, foi hóspede do amigo Luiz Cornélio dos Santos, mas, sem sucesso no tratamento, teria o pé amputado em junho de 1869.

Rio de Janeiro, 25 de maio de 1869

…os últimos fatos. Estou na rua do Silva Manoel, número 3, em casa do meu bom amigo Luiz Cornélio, onde não me têm faltado uma verdadeira família e as melhores…

Quando foi instaurado o golpe de 1964, Glauber Rocha viajava com Deus e o Diabo na Terra do Sol para o Festival de Cannes. Nas cartas que então recebeu do Brasil, evidencia-se o contraste entre o luto político e o deslumbramento de toda uma geração com o filme, cujo impacto causado em seu lançamento no Rio de Janeiro é descrito nesta carta de Gustavo Dahl.

Rio de Janeiro, 6 de abril de 1964

…como essas coisas se sentem na direção anárquica e descontrolada para os beatos, rigorosa e solene para os cangaceiros. Luiz Carlos Maciel me disse que você queria fazer o contrário….

No dia 5 de março de 1936, no Rio de Janeiro, Luiz Carlos Prestes, líder do movimento antifascista de 1935, e sua mulher, Olga Benário Prestes, foram encarcerados. De Paris, a mãe do revolucionário encabeçou um movimento de libertação dos presos políticos no Brasil. A iniciativa, bem-sucedida, possibilitou sua comunicação com o filho, por correspondência, e, dois anos depois, a libertação da neta, Anita Leocádia, nascida numa prisão da Alemanha para onde Olga fora deportada.  

Paris, 31 de julho de 1937

…te beija com infinitas saudades Leocadia Anos tormentosos: Luiz Carlos Prestes: correspondência da prisão (1936-1945). Organização de Anita Leocádia e Lygia Prestes. Rio de Janeiro: Arquivo Público do Estado do…

Protagonistas de uma história de amor e de política, Olga Benário Prestes e Luiz Carlos Prestes casaram-se e continuaram a cumprir a missão da Internacional Comunista no Rio de Janeiro. Presa e depois extradita para a Alemanha, Olga deu à luz Anita Leocádia numa prisão em Berlim. De lá, escreveu esta carta ao marido, preso no Rio, dando notícias de Pom-Pom, apelido da filha, que seria libertada em 1938.

Berlim, 9 de agosto de 1937

…Anos tormentosos: Luiz Carlos Prestes: correspondência da prisão (1936-1945). Organização de Anita Leocadia e Lygia Prestes. Rio de Janeiro: Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro, 2000, pp. 393-396….

Transplantados de Belo Horizonte para o Rio de Janeiro desde a década de 1940, onde se destacaram no jornalismo carioca, Paulo Mendes Campos e Otto Lara Resende mantiveram-se unidos por toda a vida. Entre 1957 e 1959, quando o segundo esteve como adido cultural do Brasil em Bruxelas, Paulo lhe escrevia cartas ou publicava crônicas, como esta, para se aproximar do amigo.

…penso ostras. Já li as três primeiras, muito bonitas. Ainda em matéria de literatura: o Luiz Coelho[6] (às vezes dou gargalhadas lembrando o passado) publicou um bom livro de contos…