Procurar

Gianfrancesco Guarnieri

Amizade Ditadura Exílio

Ator e dramaturgo teatral italiano, aos dois anos de idade se mudou com os pais para o Rio de Janeiro e, depois, para São Paulo, onde se integrou ao movimento estudantil e ao teatro amador. Em 1955, criou com amigos o Teatro Paulista do Estudante, que, no ano seguinte, se uniria ao Teatro de Arena, contribuindo para renovação do teatro brasileiro. Introduziu a temática dos conflitos urbanos e das lutas políticas e sociais em peças como Eles não usam black-tie (1958), Gimba (1959) e A semente (1961). É autor também de Arena conta Zumbi (1965), em parceria com Augusto Boal.

Cartas enviadas

Nenhuma carta enviada encontrada.

Cartas recebidas