Procurar
Jayme Maurício, s.d. Fotógrafo não identificado.

Jayme Maurício

Artes plásticas

Crítico de arte gaúcho, iniciou, em 1950, sua carreira de jornalista no Correio da Manhã, do Rio de Janeiro, onde escreveu sobre teatro, música, rádio, televisão, cinema e balé com um estilo de análise em linguagem jornalística acessível ao grande público, em oposição à crítica mais ensaística que se fazia na época. Além disso, participou com entusiasmo do movimento que, em 1951, buscava uma sede definitiva para o Museu de Arte Moderna (MAM), que se instalaria no prédio projetado pelo arquiteto Affonso Reidy na Glória, onde funciona até hoje.

Cartas enviadas

Nenhuma carta enviada encontrada.

Cartas recebidas