Procurar
Paulo Autran na peça Quadrante, 1988. Foto de Madalena Schwartz. Arquivo Paulo Autran/ Acervo IMS

Paulo Autran

Amor Política Saúde

Ator e diretor de teatro carioca, abandonou a carreira de advogado em São Paulo para se dedicar ao palco, onde brilhou em papéis antológicos. Profissionalizou-se no Rio e, de volta a São Paulo, estreou no lendário Teatro Brasileiro de Comédia (TBC) com Seis personagens à procura de um autor, de Pirandello, em 1951. De volta ao  Rio de Janeiro, com Tônia Carrero e Adolfo Celi, fundou a lendária Companhia Tonia-Celi-Autran. Ator também de cinema e televisão, ficou entre os maiores de todos os tempos no país e, com fino humor, contou um pouco de sua história em Paulo Autran – sem comentários (2005).

Cartas enviadas

Cartas recebidas