De origem libanesa, Paulo Salim Maluf é filho do empresário Salim Farah Maluf e de Maria Estefno Maluf, e assumiu importantes cargos nas empresas da família. Tendo apoiado a ala militar durante a ditadura, foi eleito governador de São Paulo pelo Colégio Eleitoral paulista. Condenado pelo Supremo Tribunal Federal pelo crime de lavagem de dinheiro (2017) e por falsidade ideológica (2018), atualmente cumpre pena em prisão domiciliar.